Entenda Situação do Fies para 2016 e Novas Regras

By | 22 de setembro de 2015

Alterações no sistema de funcionamento do Fies restringe as oportunidades e limita as opções. Dentre poucas exigências mantidas, está a do MEC, onde os candidatos devem obter média das notas de prova do Enem igual ou superior a quatrocentos e cinquenta pontos e a nota da redação diferente de zero.

O programa continua sendo subsidiado pelo governo, porém os juros aumentam de 3,4% ao mês para 6,5% com o objetivo de sustentar o programa para que novos alunos possam ser financiados.

As vagas por ano serão encerradas em 350 mil e não mais os estudantes com renda familiar bruta de vinte salários mínimos poderão participar.

Fiquem ligados nas novas regras do FIES 2016

O MEC justifica que o Fies é destinado aos estudantes que precisam do financiamento, por esse motivo, somente os candidatos com renda familiar de até 2,5 salários mínimos poderão fazer parte do programa. Esse número, porém, é um indicador alto de famílias brasileiras que vivem sob tal realidade.

Os estudantes que já obtiveram diploma de ensino superior também sentirão as mudanças ao tentar aderir ao Fies. A oportunidade agora é apenas para aqueles que ainda não concluíram uma graduação e que atendam aos demais requisitos exigidos.

Já para aqueles que tenham concluído o ensino médio antes de 2010 não será necessário enfrentar a exigência de ter realizado o Enem, mas continuam tendo que passar pela adequação de se encaixar em até dois salários mínimos e meio e não ter um diploma de ensino superior.

As opções de escolha de curso também foram reduzidas. Os candidatos deverão escolher um único curso apenas dentre os que serão oferecidos.

Mudanças-no-Fies-2015-02

Para os que não participaram do Enem, como professores ou candidatos que concluíram o ensino médio antes de 2010, os critérios para a seleção serão ainda a renda família per capta (valor que cada membro economicamente ativo da família recebe), escola onde concluiu o ensino médio e a modalidade de curso que será financiado.

O tempo para quitar o financiamento também foi modificado, o que era de duas vezes o tempo de duração do curso financiado, passou a ser de três vezes.

O financiamento é pago a partir do final do curso ao longo de, no máximo sete anos. Os bancos credenciados para oferecer o Fies são o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Caso haja agências na localidade do participante, o candidato poderá contratar o financiamento em agência bancária sediada em outra cidade.

As novas regras foram publicadas pelo Ministério da Educação e passa a vigorar para os financiamentos que forem solicitados a partir de 2016.

Esse novo formato acolhedor à população de baixa renda e mais carente de oportunidades é voltado à realidade do país, além de economizar com o programa por consequência do esfriamento da economia.

As inscrições para o primeiro semestre do Fies 2016 estão sendo esperadas para ocorrer até o mês de março e os estudantes interessados em solicitar o financiamento estudantil deverão passar antes por um processo seletivo.

Como funciona as inscrições

O período de inscrições ainda não foi divulgado, porém, no momento da pré-seleção, o candidato deverá acessar o link http://fiesselecao.mec.gov.br/ e preencher as informações solicitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *